A conta de luz vai subir de novo. Confira 10 dicas para economizar!


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta terça-feira (31) a criação de uma nova bandeira tarifária na conta de luz, chamada de bandeira de escassez hídrica. A taxa extra será de R$ 14,20 para cada 100 kilowatt-hora (KWh) consumidos e já entra em vigor a partir do dia 1º setembro, permanecendo vigente até abril do ano que vem.


O novo patamar representa um aumento de R$ 4,71, cerca de 50%, em relação à bandeira vermelha patamar 2, até então o maior patamar, no valor R$ 9,49 por 100 kWh.

Com isso, a conta de luz vai pesar bastante no bolso do consumidor.


Assim, confira abaixo dez dicas para economizar energia elétrica:


1 – Reduza ao máximo o uso do chuveiro elétrico, pois é o aparelho que mais consome energia em casa; nos dias mais quentes, pode-se usar o chuveiro mais frio.


2 – Passe roupas de uma só vez e, depois que o ferro estiver quente, pode desligar um pouco da tomada; assim, vai economizar em outro eletrodoméstico que consome bastante


3 – Evite também o uso do forno micro-ondas, que também possui um consumo elevado; use só em caso de mais necessidade


4 – Mantenha apagadas as luzes dos cômodos sempre que não estiver no local


5 – Também opte por lâmpadas de LED no lugar das convencionais, pois também apresenta grande redução de consumo


6 – Tente deixar desligados aqueles aparelhos que costumam ficar em ‘stand by’, como a televisão, por exemplo, que acaba consumindo energia mesmo desligadas.


7 – Com a chegada do verão, o sol demora mais para se por. Assim, também é possível ficar mais tempo sem as luzes acesas dentro de casa


8 – Verifique a fiação elétrica da casa, pois fiações antigas costumam consumir mais energia, além de terem maior risco de acidente


9 – Na hora de assistir TV, procure ver o que for realmente de interesse, sem deixa ligada sem ninguém assistindo


10 – A geladeira, quando fica muito tempo aberta, também consome mais. Assim, abra quando necessário e evite ficar abrindo e fechando toda hora


Fonte: Agência Brasil / Marcos Eduardo Carvalho