top of page

Troca de tiros ocorre durante visita de Tarcísio de Freitas a Paraisópolis em São Paulo


Tarcísio de Freitas (Republicanos), candidato ao governo de SP, chegou por volta das 10h30, dessa segunda-feira, 17 de outubro, para a inauguração de um polo universitário em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo. Cerca de uma hora depois, uma série de tiros foram disparados do lado de fora do prédio.


Até o momento, porém, as autoridades afirmam que as investigações são preliminares e "nenhuma hipótese está descartada". Policiais militares da região afirmam que os indícios não apontam para um atentado contra Tarcísio.


Em pronunciamento à imprensa nesta tarde, horas após a ocorrência, Tarcísio descartou que os tiros tenham conotação política ou eleitoral, mas considera que era o alvo. "Foi um recado claro do crime organizado, dizendo o seguinte: 'vocês não são bem-vindos aqui'", afirmou o candidato. "Para mim, é uma questão territorial. Não tem nada a ver com uma questão política, eleitoral", completou.


O tiroteio envolveu tanto PMs quanto a equipe de segurança de Tarcísio, mas nenhum agente ficou ferido. Um suspeito, Felipe Silva de Lima, morreu baleado no local.

Комментарии


bottom of page