top of page

Polícia estoura cativeiro em que "Pit Bitoca" foi mantido em cárcere em São José dos Campos


A Polícia Civil estourou na manhã da última segunda-feira, 12 de setembro, na Vila Adriana, em São José dos Campos, uma casa usada por criminosos durante o sequestro do humorista Heitor Martins, o "Pit Bitoca", ocorrido em julho desse ano.


De acordo com a Polícia Civil, o lugar também era usado para outros sequestros cometidos pela quadrilha, foram apreendidos nessa casa, um óculos de sol, um aparelho de televisão e objetos pessoais do humorista. Além do humorista pelo menos outras cinco pessoas caíram no golpe do Tinder, método usado pelos criminosos para atrair as vítimas.


O humorista Heitor Martins foi chamado pela Polícia Civil, e reconheceu o suspeito por envolvimento no sequestro, um jovem de 22 anos, que foi preso na última sexta-feira, 9 de setembro, e é apontado pela polícia como chefe da quadrilha.


Além do jovem de 22 anos, outras quatro pessoas também foram detidas, e todos vão passar por processo de identificação das vítimas.


As investigações prosseguem, a policia suspeita que a quadrilha seja formada por cerca de 15 pessoas.


Sequestro de "Pit Bitoca"

Em julho desse ano, o humorista Heitor Martins marcou um encontro com uma mulher com quem vinha trocando mensagens por um aplicativo de relacionamentos. O casal iria se encontrar em São José dos Campos, a 40 quilômetros de Taubaté, onde mora.


No entanto, ao chegar no endereço, ele contou ter sido abordado por quatro homens que o levaram a um cativeiro e o fizeram refém. À polícia, Heitor Martins contou que eles levaram seus cartões com as senhas e a chave de sua casa.


Depois de quase quatro dias em poder dos criminosos, ele foi deixado em uma estrada no bairro São Leopoldo em São José dos Campos e conseguiu ajuda para acionar a polícia. Na fuga, os criminosos ainda incendiaram o seu veículo.



コメント


bottom of page