top of page

Moradora de São José dos Campos condenada pelos atos de 8 de janeiro foge para o Uruguai após quebrar a tornozeleira



Alethea Veruska Soares, uma cabeleireira de 49 anos de São José dos Campos e moradora do bairro Jardim Paulista, foi condenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 17 anos de prisão devido à sua participação no ato de 8 de janeiro de 2023. Após ser presa e posteriormente liberada com o uso de tornozeleira eletrônica, ela fugiu para o Uruguai através da fronteira de Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, em janeiro de 2024. O STF emitiu uma ordem para bloquear suas contas bancárias.


Segundo uma reportagem do UOL, Alethea entrou na Argentina em 12 de abril, após deixar o Uruguai. Ela é uma das cerca de dez pessoas que escaparam do Brasil após romperem suas tornozeleiras eletrônicas. De acordo com um levantamento realizado pelo UOL com base nos registros do STF e CNJ (Conselho Nacional de Justiça), incluindo ordens de prisão, entrevistas com familiares, investigadores, amigos e advogados, seis dos dez fugitivos são mulheres. A maioria é natural dos estados do Sul (Paraná e Santa Catarina) e Sudeste (São Paulo e Minas Gerais), com uma idade média em torno dos 50 anos.

Kommentare


bottom of page