Governo de SP recomenda limitar a 70% o público em eventos e exigir comprovante de vacinação


Após número de internados por Covid-19 dobrar no estado, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), recomendou que eventos esportivos, musicais e festas sejam realizados com 70% do público e mediante comprovante de vacinação.


Nos estádios, a medida será aplicada a partir do dia 23 de janeiro, quando começa o Campeonato Paulista.


A limitação foi anunciada em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (12) como orientação às prefeituras do estado, e não como uma determinação.


Apesar de crescimento de contaminação pela variante ômicron, gestão de João Doria descarta ampliar restrições para comércios e serviços e condiciona às gestões municipais a implementação e fiscalização.


“A sugestão do governo do estado para os municípios é que faça redução de 30% na capacidade de público nesses eventos, mas deixa em aberto que isso fica a critério dos municípios, dependendo da situação epidemiológica dos municípios, esse percentual pode ser alterado para mais”, disse João Gabbardo, médico e integrante do comitê de saúde.


Durante a coletiva, o governo também anunciou a prorrogação da obrigatoriedade do uso de máscaras até o dia 31 de março.


Alta na contaminação

O total de internados em enfermarias no estado subiu de 1.712 no dia 29 de dezembro para 3.413 no dia 11 de janeiro.


Já o total de pacientes em UTI subiu 58% no mesmo período, de 1.096 para 1.727.


Média móvel

A média móvel de pacientes internados em UTI está, atualmente, em 1.400. Há uma semana, ela era de 1.098, aumento de 28%.


Na enfermaria, a média de internados também aumentou: passou de 1.641 para 2.567 em uma semana, crescimento de 56%.


Nesta terça-feira (11), havia 1.727 pessoas internadas e leitos de UTI no estado, e 3.413 em enfermaria.


Com isso, a ocupação de leitos de UTI subiu dois pontos percentuais de segunda para terça: de 35% para 37%.


Fonte: G1 SP